22 de novembro de 2010

Consigo ainda sentir os meus pés - continuo correndo, rumo ao alvo escolhido.
Com olhos bem abertos - enxergo focos de Luz, meus pensamentos, meus sonhos, meus ideais.
Com mãos levantadas - entrego-me, rendo-me ao feliz, ao improvável.