29 de novembro de 2010

As rosas


---Eu te trouxe rosas hoje
Elas estavam pedindo para serem compradas pra ti
São vermelhas, escrevi com meu carinho no cartão
não foi por querer, e sim a insistência do coração
que ama e ama com exatidão
que em prantos implora pelo teu perdão


---Rosas são rosas?
Eu sei que elas mucham e caem ao chão
Mas não foi por precipitação, foi por querer está novamente contigo, minha canção
sabes que lembras uma melodia que compus
O teu olhar tem um brilho, tem luz
Pleno e limpo que amor traduz

Pena que você não aceitou minhas rosas
As rosas que eu comprei, agora pisadas no chão estão
você pisou no meu coração
É ele que está no chão
esmagado, insolado, rachado
Eu não sei se essa ferida se cura sozinha

Ah! bem presente que se foi
Pétalas e pétalas deixam teu rastro, teu perfume
O tempo se encarregará de consumi-las
E o sol de secá-las
Nem o bilhete você leu
Nem o meu coração se acendeu.

Rosas são rosas...
E suas pétalas dizem muito sobre você