9 de novembro de 2010

“Acredite no incapaz, acredite no inconsolável, acredite no sem propósito, acredite naquele que não sonha, acredite no sem metas, acredite incansavelmente naquele que tem medo, acredite fielmente no medíocre. Acredite... Acredite... Acredite. Eu tenho a plena certeza que você será surpreendido...”