13 de novembro de 2010

Como o tempo passa, parece que foi ontem quando o céu era "novinho em folha", o cheiro de criatividade carregava o ar, o sentimento de que fizeram um excelente trabalho deixava o coração do Ser Eterno com uma satisfação tamanha. Os belos riachos, um grande jardim se erguia, bons frutos a terra produzia, tudo certinho, tudo em harmonia, tudo num brilho só. O primeiro verde era vivo, as primeiras árvores eram tão generosas com nossos filhos que doava gratuitamente sua madeira para construirmos nossas casas, nossa proteção.


Trecho retirado da eternidade - capítulo 1 das crônicas eternais.