7 de fevereiro de 2011

"A eternidade deveria está nos momentos felizes"

Tem dias e dias. Dias de tristeza profunda, de angustia permanente. De céus fechados.Há uma pausa.As páginas dos designíos correm. O dia Feliz chega, sem demora. Abre-se a cortina da surpresa. Abre-se os céus, a alegria penetra na veia, caímos em êxtase. Assim é o dia com as pessoas certas, com  os amigos certos, com as risadas certas. Podemos viajar 2horas, enfrentar metrô, trem, calor, a espera, busão, mas quando estamos com amigos, tudo vira um simples detalhe. Não percebemos a demora. Nem sabemos se ela existe mesmo.
Confesso: Os meus amigos são uma espécie de remédio para a minha alma, é uma dose certa de felicidade, mesmo eu estando quieto e sem palavras para me expressar, caminho observando tudo, cada gesto, cada olhada, cada garrafinha de água comprada, cada gargalhada, cada elogio, em cada foto, percebo que ganhei um pacote de presente, um presente do "momento feliz". É como se Deus me entregasse esse privilegio. Essa graça.
Então por aqui deixo um aviso aos meu amigos de plantão." Sempre vou precisar de momentos de alegria plena com vocês, e se dos meus lábios não saírem nenhuma palavra, saiba que meu coração falará por si mesmo, e gritará, eu quero ficar ao lado de vocês pra sempre."
Levo comigo como adrenalina existente, os fatos, os cliques da fotografia, os abraços, o compartilhar de lanches, os copos de refrigerante, gole após gole, e divirto-me com as frases jogadas no ar. A eternidade deveria está presente nos dias de alegria, nos momentos de constante felicidade para que a tristeza jamais chegasse com sua bagagem. Eterno no sentido do carinho compartilhado, eterno nas gargalhadas presentes nos fatos da alegria, eterno na afeição coagulante nas veias, eterno nos gritos de emoção, eterno pois não existe estresse, eterno pois amigos são os pigmentos das cores da amizade, dos aniversários.
Obrigado por tudo, meus amigos. vocês estão gravados na minha alma. No meu sorriso, na minha voz!