22 de fevereiro de 2011

E nós pensávamos em todos os Verões que íamos passar juntos, em cada fotografia tirada, em cada copo de água. 
Fazíamos os melhores planos, as maiores tempestades, os gestos mais sublimes. 
E em cada mensagem um aviso: " Eu realmente te amo"
Na porção diária do afeto construíamos nossa morada, lá, bem acima dos pingos de luz. Eu percebi quê:
"A eternidade estava entre nós dois"