23 de janeiro de 2011

"Não possuo mais vontade,
tudo é envelhecido, é papiro.
É cotidiano angustiante.
Sufoco-me!
Deito-me!
Respiro... 
ainda me resta a vida... 
De certa forma olho para as Estrelas. "