28 de janeiro de 2011

Maria Clara.

Em uma quarto qualquer, um quarto comum dormia Maria Clara, uma adolescente de 17 anos que sonhava em se tornar uma grande musicista. Seus sonhos eram os mais agradáveis possíveis. Do lado de sua cama de madeira existia o seu tesouro, era onde habitava seu coração – um violão artesanal, um presente entregue de bom grado por seu falecido pai. Toda a noite antes de dormir ela fazia suas preces. Ela não sabia que estava fazendo suas orações à pessoa certa. E que em tempo oportuno seu desejo ia se tornar realidade.
E se passou essa noite, o dia seguinte amanheceu sem reservas, sem pedir licença e os raios de sol que entravam pela janela, clareavam o meigo rosto da jovem, da preciosa. Era como se o novo dia que nascia sorrisse pra ela, estava nela. Levantando-se da cama seguiu sua rotina normalmente. Enquanto ela arrumava sua cama sentiu uma gigante necessidade de compor, parou tudo que estava fazendo, pegou seu violão, seu tesouro. E começou dedilhar, notas harmônicas encheram o pequeno quarto. Pingos de Luz. Uma mistura de paz com uma incandescente tocha de amor. Foi como se os céus tivessem cercado o dormitório. A menina caiu em um êxtase profundo, não parava de tocar, naquele exato momento aquela melodia era sua mais sincera oração, uma oração com um efeito transformador, curador.
Ana Clara não fazia idéia, mas sua melodia chegou do outro lado da rua, na casa da Sra. Filomena que sofria de um terrível Câncer. No exato momento em que se tocava a melodia, as notas geraram cura a Senhora de 94 anos, ela sentiu seu corpo tremer, suas magrelas pernas começaram a “formigar”. O milagre se estabeleceu garantindo a ela saúde o bastante para continuar sua vida.
E a melodia soou por 1 hora, enquanto Maria Clara canta e dedilhava sua nova canção, o bairro em volta foi tocado. A música invisível entrava em cada casa, e os ambientes começaram a mudar. A jovem era um canal de paz para todos e em sabia. Ela era diferente das outras musicistas, ela possuía um dom, sua voz tinha um ingrediente do céu, ela era agraciada.O seu sonho te ser tonar uma grande cantora tinha acontecido. Ela não precisava de multidões gritando seu nome, nem mega "Shows". Ela tinha tudo que precisava, um contato com o que tudo vê. O seu simples coração era servo.



Como tudo isso pode acontecer? Como esses fatos podem ocorrer? Você acredita nos céus?
Tenho a plena certeza que essa história falou com o teu ser. É hora de acreditar nos céus, e descobrir seus dons doados de bom grado a pessoas comuns como nós. É hora de se conectar.