28 de agosto de 2010

Árvore.

Andando pela rua observei, que uma árvore estava prestes a perder todas as suas folhas, era uma árvore grande de uma sombra incrível.
O vento forte contribuía com sua perda de folhas, mesmo assim continuei meu caminho. 
Com o passar dos dias ,passei novamente enfrente a majestosa e magnífica árvore.
Ela tinha perdido seu encanto. Ela tinha perdido sua incrível sombra.
Ninguém olhava com brilho nos olhos para aquela grandiosa árvore.
Então, pensei logo, apesar das rajadas de vento,as grandes tempestades e chuva,as podas de seus galhos e uma série de acontecimentos naturais, sem falar as pouquíssimas folhas.
Ela permanece intacta e inabalável.
Assim somos nós, raizados no solo da atitude, recebendo ventos do medo, perdendo as folhas dos sonhos,recebendo os raios de sol da esperança.
Sendo regado pelas chuvas das adversidades.
Nos tornamos inabaláveis ,convicto que a próxima estação virá e com ela o repouso, a recompensa, a primavera.
 Nós percebemos então que as folhas começam a crescer novamente e que tudo foi apenas um momento. E continuaremos firmes e ofereceremos nossa sombra ao cansado.




Lembre-se: Você é assim.