31 de agosto de 2010

Alegrai-vos! - Livro de Rafah - Cap. 12

1. Alegrai-vos sempre, pois sobe um renovo sobre tuas mãos,
e os sussurros dos acontecimentos medem tua trajetória.
2. Alegrai-vos quando tudo parecer contrario, e a dor tentar roubar teu sorriso,
permaneça de pé, ruja velozmente e ponha teus inimigos pra correr.
3. Alegrai-vos se não tiveres o pão sobre a tua mesa, saberás então a importância de dar graças sempre,
e que no dia mal terás em dobro.
4. Alegrai-vos, pois as lágrimas que descem dos teus olhos são águas que regam o interior seco,
e saberás que terra molhada é sinal de vida.
5. Alegrai-vos, mais uma vez digo a todos ... Alegrai-vos.
6. Alegrai-vos pois dos céus descerá chuva, a temporã e a serôdia
7. Alegrai-vos, a viúva se alegrará, dançará como a virgem e a mãe de filhos.
8. Alegrai-vos, os teus ossos se fortificaram, ficaras de pé, a coragem é o teu manto
9. Alegrai-vos sempre... sem cessar, sem cessar!
Todos vós que sois de espírito nobre.
10. Alegrai-vos a cada novo dia, a cada dia de trevas, a cada dia de vergonha
11. Alegrai-vos, por que a mão estendida se faz presente, pois sobejará o azeite,
a medida transbordante viverá em tua casa.
12. Alegrai-vos, papai vem te buscar... repousarás em braços quentes
13. Alegrai-vos, haverá um dia que acordarás em casa, perceberá que não haverá dor, nem angustia
14. Alegrai-vos, vós que sois órfãos, tua redenção nascerá com triunfo, ao som de trovões, o relâmpago será tua espada.
15. Alegrai-vos mesmo sem razão, mesmo sem ter motivos aparentes, mesmo que o vento tenha levado a tua habitação
mesmo que tenhas perdido teu filho... Alegrai-vos.


16. Alegrai-vos... em paz!
pois os céus se alegram ao teu favor...