16 de outubro de 2010

Apenas cansado.

Sabe de uma coisa, o barulho é essencial para que eu continue seguro.
Para que eu desperte do sono incomum, do atrito das pedras do desânimo, da correria superficial estampada na rua do passatempo cansativo.
Sabe de uma coisa eu cansei de muita coisa, dos pensamentos fora de hora, da brigas e questionamentos sem propósitos, me cansei do sorriso passageiro, da folga dos dedos que se estalam com a ansiedade.
Me cansei do abraço de 1min., do beijo de 2min e 30 seg. me cansei das paradas dos ônibus que não chegam a lugar algum. Cansado estou da espera demorada, da promessa à longo prazo, das conversas sem ritmo, da batidinha camarada no ombro exaltivo e preguisoço.

Quero. Posso. Tenho que ter um verdadeiro amigo, aquele que chega na hora marcada, que espera com sono a gente chegar, que faz um diálogo perfeito com a lágrima triste e passageira.

Amigo preciso que venhas me ouvir de maneira simples, que abrace minha solidão e me dê a dose certa de encorajamento necessário para produzir em mim os anticorpos da Coragem eficaz. Que venhas sem demora capturar meus traumas, minhas desilusões, que afogue em teu poço a vergonha viva dentro de mim.
espero que venhas para que minha personalidade não se canse, não se fadigue, não se esgote. Que faça cair sobre meus olhos o teu cuidado, e sobre o lençol do meu ser o teu corpo agradecido envolto em luz, dissipando minhas trevas.

Espero por ti.
A minha alma grita por ti, pelo teu nome, pelo teu amor. 
Que venhas sem demora, pois cansado estou.