25 de outubro de 2010

Espontâneamente...

Ver o teu sorriso, o cruzar dos teus braços...
Pegar o teu carro e me leva pra longe, rumo ao mar.
Não devolverei a tua chave, ela me pertence... a minha vida te pertence!