10 de maio de 2011


Sabes...
que se esconderes o medo em algum buraco ele não ficará preso por muito tempo.
Minuciosamente corroerá todas as tuas idéias,
teu único fôlego,
tua
única
 rua.