4 de agosto de 2011



Ainda não percebestes?
Eu sempre fui uma interrogação...
Eu sempre fui um verbo sem pronuncia.