15 de dezembro de 2010

Escrevendo sobre amigos...

Eu gosto de ficar perto do amigo sincero, do amigo que não possui mascaras.Sendo assim tenho respaldo para escrever:




"O amigo que chega de forma inesperada alegra o coração algemado, preso em prisões; e com seu canto de liberdade nos aproxima do ar livre, da sensação de bem - estar, das mãos levantas ao céu.
O amigo do amigo verdadeiro enche os céus do nosso ser de contagiante alegria, e sua forma de contar histórias deixa os olhos apreensivos, a pele arrepiada, e o coração emocionado gotejando lágrimas sinceras, que limpam a poeira das palavras que o magoaram nas páginas do passado.
O amigo tem que ser eterno, tem que te a sua imagem desenhada nas nuvens para que todos saibam. Para que os ventos o leve rumo ao ombro solitário.
Inesperadamente o amigo vem.
Na prece inalcansável o amigo nos ajuda em oração, pois o amigo acredita em Deus.
O amigo tem um samba no pé, se diverte pra valer.
O amigo nos direciona a estrada estreita, pois no final tem coroa.
O amigo abre portas, fecha abismos!
O amigo te mostra que nos funerais das emoções é que renasce a nova oportunidade de crescer.
O amigo pode até desafinar, mas em compensação compõe que é uma maravilha...
De fato o amigo é lenço, é água, é açúcar.
O amigo é cura sobre nossos ossos, na UTi da alma.
É cálcio, é proteína, é vitamina contra a fraqueza da mente.
O amigo é eterno.
Mesmo sabendo do seu passado obscuro, o amigo lhe mostra o futuro de glória.
Nasceu antes do mundo existir, habita nas histórias da eternidade, nos pergaminhos dos desígnios.
O amigo sempre tem um banco na praça da tristeza contínua.
O amigo pula na piscina do zelo e molha todos a sua volta.
O amigo não está nem ai, dá risada mesmo.
O amigo de verdade sente a nossa felicidade, assiste nossas fraquezas, e sempre usa as frases exatas que capturam a dor e se catriza a ingratidão em tempos de ajuda.
O amigo merece estrelas, merece troféus, merece um abraço apertado, merece toda atenção possível.
O amigo é barco em dias de tempestade.
O amigo não desgruda da ajuda necessária, o amigo permanece na lista da sinceridade permanente.
O amigo bota fé nos nossos projetos mais preciosos e sonha junto com eles.
O amigo toma banho de chuva e pula em todas as poças de água que aparecem no caminho, pois seu lema é "quem está na chuva é pra se molhar" (rsrsrs)
O recheio do amigo é o carinho demonstrado em todos os momentos.
O amigo grita, xinga, falha, erra, resmunga, o amigo pode fazer tudo isso, ele é humano sujeito as falhas.
O amigo divide seu último biscoito, e muitas vezes ele doa, por que sabe que plantando no solo do que precisa, ele colherá em dobro a recompensa da gratidão.
O amigo é tem bom gosto, sabe ajudar na escolha na loja dos sentimentos.
O cobertor do amigo é o afeto, sua mochila é a compreensão, e seu moleton é o diálogo risonho.
O título do livro do amigo é: " Minha amizade é eternizada em VC".
Amigos são simplesmente amigos, na angustia, no pula - pula.
O amigo se arrepende e reconhece suas falhas, na dúvida ele para e analisa com exatidão e aplica o conselho eficaz que anima a alma.
Vou parando por aqui pois os adjetivos são infinitos para descrever o Amigo, o coração sincero. Mas ficarão aqui eternizados estas palavras, aplique-as em teu ser, e veja a diferença em cada canto, em cada personalidade. 

E que o amigo seja música para os ouvidos..."