26 de junho de 2012

Odres novos.


















O dilema não nos permitia um alvoroço se quiser, 
não tínhamos um rio sob o qual pudéssemos molhar 
os nossos pés nem muito menos nos afogarmos, 
o que realmente tínhamos era a vontade de pegar nossas 
trouxas e saímos pelo mundo a fora em busca 
da tal liberdade que há muito tempo nos contavam. 
Era um sonho em doses de verdades.