5 de junho de 2012

O umedecido em gotas, cada gota de soluço seu...
O entendia, o captava, o acompanhava.
Em fileiras de cadeiras não podia te assistir, o teu palco de luz era particular, inodoro.
existia o 22 em tuas mãos, existia o palpitar, o meu eu.