15 de fevereiro de 2013

Opus #02






























Uma das coisas que permanecem são nossas raízes, essas não podem ser arrancadas e deixo de forma quieta que soprem os ventos, que soprem com toda força possível, eu apenas os ignoro.