23 de maio de 2012


Tal o infinito, como a nevoa dos adjacentes corria em mim o teu fulgor e já tínhamos muita coisa em comum, no contorno dos teus lábios os meus frutos de gratidão.