11 de outubro de 2011



Uma virtude percorre minhas veias, a poesia se revela no meu tato, tenho muito pra contar... Tenho muito pra viver!