11 de outubro de 2011

Acertando...

Por: Carla Reichert





O grande negócio é o seguinte,
você tem que aprender a conviver sabe
e respeitar o jeito de ser das pessoas
Há gente que se esconde por raiva,
outros por orgulho.
É que a gente já sabe que tem gente que não consegue descer do pedestal
nunca, mas nunquinha mesmo.
Assim nunca funciona, pois umbigo todo mundo tem,
mas nem por isso o mundo gira em torno só do seu, do nosso, do vizinho...
Tem gente que procura assim só quando precisa...
Claro, ninguém tem que ficar no seu pé o tempo todo...
mas é tão nítido que algumas pessoas só te acham quando querem
só te procuram quando você é a última opção e quem sabe a única.
Claro que elas, as pessoas nunca vão te dizer isso...
Mas sinceramente é que todo mundo tem uma pessoa assim por perto.
Mas nem tudo é tão radical, essas pessoas são muito bacanas, são sim...
é...também quando precisam da sua mão.
Mas tem dias que valha-me, elas te botam para escanteio, te deixam na reserva,
no banco e ainda xingam o juiz...você.
Pessoas, ha seres tão humanos.
Acho que ando vivendo dias de aprendizado.
Ando aprendendo que 2+2 muitas vezes não é igual a 4.
Ando me perdoando, me desculpando...
Eu não sou a tábua da salvação, mas também estou longe de ser o capacho.
Ando equilibrando e acho que tem dado certo.
Ao menos comigo, ando em paz.
É o grande barato da coisa é esse, achar a paz e ela começa dentro da gente.