13 de dezembro de 2012

Vertidos e escorregadios



























Como diria, pois se não tenho como compromisso me redimir de relapsos vividos e que não germinam resultados que acredito ser legítimo ou ofuscante. Já que sou voluntário de uma busca interior intensa e predadora, onde não me reconheço como protagonista de um enredo real. 
Parece-me que foi ontem, quando meus entusiasmos desceram de ladeira a baixo que de comprido ressurgia de personificação nostálgica e relevante a pronunciar os berços de minha redundante memória. 
Parafraseio os comentários infames de autoria terrena, e de dizeres mal articulados que seriam melhores os outros não os tê-lo dito, não os tê-lo praticado, são melhores os argumentos do tempo vindouro, do sacrifício marcante e intolerante que me fazem, que me lance nos vertidos e escorregadios momentos de descanso temporal.