28 de novembro de 2012

No sotaque de tua manhã












Tornou-se um sotaque desassossegado que mantinha minha atenção sob o refrigério de teus verbos, uma lamento pela procura que desprovia a renúncia no despertamento de tuas manhãs, de tuas chuvas, de teu gotejar...